Pedralva

A recuperação do Parque da Pedralva e Monte Branco, incluindo o miradouro no Monte Branco, situado a nascente da Vila da Nazaré tem por base o conhecimento do conjunto de características socioculturais, arquitetónicas, de linguagem, de hábitos que caracterizam o lugar e que indicam o “carácter” do lugar.

Verificou-se, após um estudo ao local, que as utilizações regulares do Parque eram: o atravessamento pedonal entre Pederneira e Nazaré; o parque de merendas, e para o parque infantil existente junto ao Centro Comunitário.

A abertura do espaço como um todo, preservando os seus valores histórico-culturais, tornando-o convidativo à descoberta de espaços temáticos de recreio e lazer, com escala, simplificando a leitura visual ao visitante são, agora, os objetivos da requalificação deste pulmão verde da vila, por parte da Câmara Municipal.

Como pontos prioritários do projeto, estabeleceram-se duas Praças de encontro; a eliminação do campo de ténis; a abertura do espaço com uma grande clareira relvada; a criação de um novo acesso pedonal a sul pelo Monte Branco; a recuperação de parte dos caminhos principais; um novo traçado de caminho principal de melhor enquadramento ao parque infantil existente; a recuperação de diversas estruturas existentes; a criação de uma plataforma sobrelevada no miradouro do Monte Branco com colocação de mobiliário adequado à apreciação da paisagem; a substituição de espécies arbóreas problemáticas e criação de zona de segurança à barreira norte do Monte Branco em risco de erosão junto à praça principal.

Monte Branco
O Monte Branco, referência geológica do local, é formado por arenitos brancos e revestido por um pinhal antigo de Pinheiro Manso, Pinus pinea e Pinheiro Bravo, Pinus pinaster. É um local com uma capacidade de suporte reduzido, devido à sua própria constituição geológica sem camada de solo que permita uma boa implantação de cobertura vegetal. O seu revestimento tem por base espécies espontâneas subarbustivas e herbáceas de carácter anual.