Arquivo

Apresentação da obra “Alves Redol. Fotobiografia. Fragmentos autobiográficos” na Biblioteca Municipal

O livro, da autoria de António Mota Redol, filho do escritor, levado à estampa pela editora Althum.com, traz a público fotografias, documentos e detalhes biográficos até agora conservados no espólio familiar.

Composto por imagens e documentos inéditos, o livro constrói-se em torno da cronologia da vida e obra do autor, desde a infância, à vida familiar, pessoal, literária e cidadã de Alves Redol, relevando, ao mesmo tempo, o retrato do país, na época abordada neste livro; incluindo ainda inclui uma lista de todas as primeiras edições das obras de Redol com reprodução das suas capas.

A iniciativa tem o apoio da Câmara Municipal da Nazaré.
A entrada livre.

ALVES REDOL
Alves Redol (1911-1969) foi uma figura cimeira da literatura portuguesa do século XX e um dos definidores, com os seus romances, da corrente artística do Neo-Realismo. Obras como Gaibéus, Avieiros, Fanga, Horizonte Cerrado, A Barca dos Sete Lemes, Barranco de Cegos, entre muitas outras, foram das mais vendidas na época e das mais requisitadas para bibliotecas locais. Alves Redol escreveu também para o teatro, o cinema, a rádio e a imprensa. Manteve uma intensa intervenção cívica e política, com destaque nas coletividades populares e na oposição à ditadura. Depois de 1974, a sua obra Constantino, Guardador de Vacas e de Sonhos foi utilizada durante muitos anos no ensino do Português nas escolas. Vários livros infantis e romances seus foram e ainda hoje são leitura recomendada nos programas escolares.