Cultura

Big Band do Município apresenta novo CD na Festa do Jazz

A Big Band do Município da Nazaré apresenta o seu novo CD no próximo dia 20 de março, às 19h30, na Festa do Jazz, no Teatro S. Luiz, em Lisboa.

Este concerto faz parte da apresentação do CD “Special Guests”, e terá como convidados Sérgio Carolino, Lúcia Moniz, Mariana Norton, Daniel Bernardes e Rúben da Luz.

A Big Band do Município da Nazaré formou-se em 1999 e tem uma formação clássica, sendo composta por 5 Saxofones (2 Altos, 2 Tenores e 1 Barítono), 4 ou 5 Trompetes, 4 Trombones, Piano, Guitarra, Baixo, Bateria e Voz em alguns temas.

Ao longo dos anos tem havido rotação dos seus elementos, continuando a gerar músicos para as escolas superiores e/ou outras formações profissionais.

No seu percurso, contam-se concertos em Portugal, Espanha, Bélgica e Alemanha, em diversos Festivais e concertos incluídos na programação de várias salas, tais como o Festival de Jazz de Ponte-Vedra, Festival de Música de Medina del Campo, Jazz às Quintas no CCB, 1ª Festa do Jazz no Teatro S. Luíz, Palco 1º de Maio da Festa do Avante, no Hot Club de Portugal, “A Arte da Big Band” em Lisboa e na Casa da Música do Porto.

O trabalho da Big Band do Município da Nazaré está disponível em CD, com o “Big Band Nazaré” (2003); “Filme” (2006); “10 Anos” (2009) e “Best Friends” (2012), que foi gravado ao vivo, no Centro Cultural de Caldas da Rainha.

“Estes trabalhos discográficos são a mostra da evolução musical desta formação e todos receberam os melhores elogios da crítica especializada, tendo sido discos em destaque em alguns programas de rádio e revistas dedicadas ao jazz”, refere Adelino Mota, maestro da composição.

Depois da apresentação do novo CD, CD “Special Guests” em Lisboa, a Big Band do Município da Nazaré volta a subir ao palco no dia 30 de abril, para o concerto de apresentação deste trabalho no CCC em Caldas.

Festa do Jazz – São Luiz
A Festa do Jazz em português, que já se realiza há 14 anos no S. Luiz. De 16 a 20 de março, junta num único espaço todas as gerações, desde os músicos mais jovens, que a partir da sua escola trabalham todo um ano para mostrar o seu trabalho no Jardim de Inverno, aos consagrados, que regularmente visitam o palco da Sala Principal.