Sociedade

Bombeiros voluntários da Nazaré comemoram 88 anos de existência

Os Bombeiros Voluntários da Nazaré comemoraram, na quarta-feira, dia 10, feriado nacional, os seus 88 anos de existência, com uma festa em torno do voluntariado.

O comandante da corporação, João Estrelinha, realçou os resultados da Associação, que foram “alcançados com muito empenho e dedicação”.

No seu discurso, João Estrelinha falou dos apoios à Instituição e frisou que “apesar das dificuldades do Município, a autarquia tem sido um parceiro ao lado dos Bombeiros”, tendo solicitado o seu apoio no equipamento de proteção individual dos voluntários, lembrando que “para poder salvar a vida de outros, também precisamos salvaguardar as nossas”.

Ao presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Nazaré (AHBVN), João Estrelinha dirigiu palavras de “agradecimento pelo empenho na luta pela sobrevivência da Instituição”, recordando que “quando chegou à corporação, encontrou equipa com poucos elementos e com formação básica, um cenário que mudou, aos poucos, tendo, nestes quatro anos, entrado 21 novos bombeiros ao serviço da população”.

A Associação precisa de mais meios de socorro. Alguns empresários têm feito grandes contributos.
Joaquim Morais, presidente da AHBVN, agradeceu aos empresários pelo “contributo fundamental que têm dado, e com o qual têm feito com que esta casa tenha andado para a frente”.

“O momento que hoje comemoramos irá perdurar para sempre. Todos os dias, alguns escolhem arriscar a vida pata salvar quem não conhecem. De nada nos servem os meios e o quartel se não existirem os Recursos Humanos com os quais damos o exemplo para uma sociedade mais justa mais fraterna”, disse o dirigente.

Por seu turno, Rui Vargas, representante da Federação dos Bombeiros de Leiria, fez o reconhecimento público do “papel do voluntariado”, chamando a atenção para vários assuntos que preocupam os representantes dos Bombeiros, tais como a carreira, referindo-se à promoção a bombeiro, que demora, mais do que o necessário, na opinião das corporações.

Já o representante da Liga dos Bombeiros Portugueses, Mário Cerol, afirmou, sobre este assunto, “que os estagiários que esperam seis meses para a promoção, após uma formação de longa duração, poderão ver esse tempo reduzido aos três meses”.

A lei do financiamento dos corpos de bombeiros, “que não irá resolver problemas, mas é uma ajuda importante e no caso da Nazaré, pode ser uma receita proveitosa” e o Cartão Social do Bombeiros, “que cria condições à existência do voluntariado, nomeadamente junto das empresas, para que estas se sintam compensadas por terem, nos seus quadros, voluntários, libertando-os, quando são necessários para intervenções em prol da comunidade”, foram dois dos temas abordados pela Liga, relativamente aos Voluntários, e que estão a ser tratados junto da tutela.

Mário Cerol realçou o “importante é o trabalho que está a ser desenvolvido pelo Município da Nazaré com o corpo de voluntários da vila”, enaltecendo “o compromisso protocolar do presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, a esta casa.”

“Está a ajudar a população da Nazaré e a liga dos Bombeiros está-lhe reconhecida”, sublinhou.

Walter Chicharro, Presidente da Câmara da Nazaré, disse, por seu lado, no seu discurso de aniversário dos Bombeiros, que “a comunidade nazarena reconhece, há muito, o papel dos bombeiros”, tendo referido o papel do Município neste ano e meio (de mandato da gestão PS). “Definimos 36 mil euros de apoio à corporação, em 2014, e aumentamos em 6 mil euros o apoio para este ano porque entendemos este corpo de bombeiros como um aliado fundamental da Câmara no socorro às povoações e na proteção civil”.

O autarca adiantou que se têm vindo a desenvolver formas de apoio a esta casa, “junto dos fundos comunitários para reforçar equipamentos e formação para que este corpo seja cada vez mais capacitado”, que grande dedicação tem dado à população.

Walter Chicharro afirmou, ainda, que “tem orgulho nesta vila o corpo de bombeiros que tem” e vejam “na Câmara um aliado para ultrapassar as vossas dificuldades”.

“A Câmara Municipal estará sempre disponível para encontrar as soluções possíveis para contornar as dificuldades e necessidades deste corpo de bombeiros, que é um elemento essencial no apoio à população e na Proteção Civil”, reforçou o autarca, que terminou o seu discurso agradecendo “aos bombeiros e suas famílias, pela dedicação e apoio à Nazaré”.