Ambiente

Câmara assume nova operação de limpeza e desobstrução das margens do Rio Alcoa

A Câmara Municipal efetuou a limpeza com desobstrução das margens do rio Alcoa num troço de 6 mil metros até à Ponte das Barcas.

A operação visou a conservação, limpeza e desobstrução das linhas de água e dos terrenos confinantes com os Rios de Valado dos Frades (com a retirada de árvores, arbustos em leitos e margens de linhas de água) e teve como finalidades a prevenção de ocorrências de cheias, a proteção de pessoas e bens, num investimento de 21.402,00 euros (IVA incluído).

Não é a primeira vez que a Autarquia intervém nos rios que servem os campos agrícolas do concelho. Em 2017, um investimento superior a 120 mil euros, nos Rios do Meio, das Tábuas, da Areia, Sarradas e Matas e efluentes, permitiu que alguns campos abandonados, por falta de condições de cultivo e rentabilidade, fossem reativados.

“Com as culturas plantadas dependentes do rio, a limpeza é relevante para a garantia de reservas de água para a rega”, disse o autarca, que destacou, ainda, a “manutenção e conservação das linhas de água, bem como dos caminhos agrícolas, como fatores com influência sobre a qualidade da produção”, pelo que a Câmara irá dar continuidade a estas intervenções para o apoio ao setor.

Os proprietários dos terrenos confinantes com as linhas de água do Rio não procederam aos trabalhos de limpeza e desobstrução dentro do prazo concedido pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), tendo a Câmara assumido esta intervenção.

Os trabalhos integram o plano de manutenção e conservação das linhas de água bem como dos caminhos agrícolas, iniciado com a atual gestão, no primeiro mandato.

“Trata-se do nosso contributo para a melhoria das condições de produção. Mais uma vez, apoiamos os agricultores do concelho, através da limpeza de rios e facilitação do seu acesso a água de excelente qualidade dos rios do Valado, criando-lhes condições para a produção de produtos hortícolas e de frutas de grande qualidade”.