Política

Câmara vai atribuir bolsas de estudo para frequentar o ensino superior

A Câmara Municipal vai atribuir dez bolsas de estudo anuais a estudantes do concelho a frequentar o ensino superior no valor de mil euros cada. 

Os alunos que preencherem os requisitos exigidos no Regulamento, que irá para consulta pública (seguindo-se a apreciação e votação pela Assembleia Municipal e posterior publicação em Diário da República para entrar em vigor), deverão formalizar a sua candidatura anualmente, com o preenchimento de formulário próprio e a entrega de documentos exigidos dentro do prazo estabelecido pela Autarquia (15 dias seguidos a contar da data de abertura das candidaturas a ser afixado por despacho da Câmara).

A atribuição de bolsas de estudo tem como objetivos apoiar o ingresso e o prosseguimento de estudos no ensino superior e contribuir para a melhoria da qualificação profissional da população.

A aposta na Educação, enquanto pilar para o desenvolvimento da sociedade, é uma prioridade para Autarquia que entende a área como um fator determinante e uma das prioridades estratégicas de intervenção ao nível das políticas sociais locais.

A Autarquia tem vindo a implementar várias medidas destinadas a incentivar a continuação dos estudos e permanência dos alunos nos estabelecimentos de ensino existentes, nomeadamente com o apoio à família com a atribuição de material escolar (e de livros escolares ao 1º ciclo do ensino básico até a medida ter sido adotada pela tutela); apoio ao estudo ou obras de beneficiação e melhoramento das condições das salas e dos edifícios. 

“As bolsas de estudo têm como objetivo minimizar o esforço de muitas famílias e conferir maior estabilidade psicoemocional ao estudante, para que possa continuar o seu percurso académico”, diz Manuel Sequeira, Vice-Presidente da Câmara.