Cultura

Carnaval apresenta-se na Marginal nos dias 10, 11 e 13 de fevereiro - N´á Pai Pá Gente!

O Carnaval da Nazaré vai apresentar-se em três desfiles, nos dias 10, 11 e 13 de fevereiro. Depois da festa dos grupos no Sábado Magro e da tradicional romaria ao S. Brás, preparam-se as saídas dos desfiles na Marginal, que contarão com a participarão de centenas de figurantes com os tão aguardados carros alegóricos, ainda retoques na Bonarte, a oficina oficial desta grande data festiva.

O primeiro acontecerá no próximo sábado à noite, e será acompanhado por um “mini balhe a correr”, com o DJ Paulo Mendes. Cerca de oito grupos farão a festa, que terá início por volta das 22h30.

A animação continuará pelos bares, salas de baile e ruas até ao amanhecer. 

No domingo, cumprindo-se uma tradição que vem de longe, realizar-se-á a “Passagem de Testemunho” dos Reis 2017 para os Reis “N´á Pai Pá Gente”, numa cerimónia de iniciação dos escolhidos pela Comissão Organizadora, que decorrerá no Paço Real (Sítio, da Nazaré), e que será acompanhada pelos grupos a que pertencem António Oliveira (Bastilhões) e Maria Adália Santos (Maltezas) e de outros que farão da manhã o aquecimento para o Desfile de tarde, na Marginal, e para o qual se espera uma assistência estrondosa.

Para os desfiles de domingo (11 de fevereiro) e de terça-feira (13 de fevereiro), de acesso gratuito tal como todos os eventos que compõem esta festa preparada pelo Município, irão desfilar 20 grupos inscritos e outros tantos que costumam juntar-se, de forma espontânea, a uma das festas mais vividas pela comunidade nazarena.

Terminados os desfiles, a tradição manda que se formate o corpo para aguentar a energia dos bailes nas coletividades e das festas dos bares, que só terminarão com a chegada de um novo dia de calendário.

“Por aqui, a imaginação fervilha meses antes, para se esgotar naquelas semanas que vão do S. Brás até ao fim da noite de Quarta-Feira de Cinzas. Do dia de S. Brás à quarta-feira de cinzas vai um reboliço, até que o carnaval seja enterrado com lamúrias de viúvas e carpideiras”. (Alves Redol).

E, assim, a folia, que começou a ser vivida no dia 1 de janeiro, com o anúncio dos nomes dos Reis 2018 e a divulgação da Marcha Geral, termina na quarta-feira de cinzas, com o famoso “Enterro do Santo Entrudo”, o momento de julgamento de uma festa sem comparação que se vive mais do que se consegue explicar. A cerimónia de enterro das cinzas deste evento tem início às 17h30, com partida dos participantes do Centro Cultural da Nazaré (antiga lota) até ao local da queima do boneco, que personifica a Festa 2018.

“A Nazaré tem conseguido colocar uma tradição, que se vive de uma forma muito própria, como um importante ativo político na atratividade de mais pessoas a esta vila, nesta atura do ano, gerando mais-valias para toda a economia do concelho da Nazaré”, diz Walter Chicharro, Presidente da Câmara Municipal que agradece “a todos os que têm estado a trabalhar para mais uma grande festa, a dedicação e forte empenho que manifestam na realização de um evento que irá, seguramente, voltar a dar o seu contributo para a dinamização comercial e empresarial local”.

“EU AMO A ESCOLA” É O TEMA DO CARNAVAL DA CRIANÇA

Mas há mais festa para além dos bailes e desta animação que entrou no segundo mês. As escolas também participarão nesta grande festa, através de desfiles que se realizarão, já no dia 9, nas freguesias da Nazaré (15h00), Valado dos Frades (10h00) e Famalicão (15h00), sob o tema: “Eu amo a Escola”.

A festa terá a colaboração da Escola Profissional da Nazaré, através do curso técnico de apoio psicossocial, e contará com a participação de 800 crianças nos desfile da Nazaré (264 alunos do 1º ciclo do EB e 148 do pré-escolar); Famalicão (83 alunos do 1º ciclo do EB e 100 do pré-escolar) e de Valado do Frades (133 alunos do 1º ciclo do EB e 98 do pré-escolar).

O desfile das escolas envolverá todas as crianças que frequentam o pré-escolar e o 1º ciclo do ensino básico nos Centros Escolares da Nazaré e Valado dos Frades, Escolas do Ensino Básico da Freguesia de Famalicão, Confraria N.S. da Nazaré, Centro Social de Famalicão e Centro Social e Paroquial de Valado dos Frades.