Política

Comunicado do Presidente da Câmara da Nazaré

Caros (as) Munícipes,

A Câmara Municipal adotou diversas medidas para travar a pandemia do COVID-19, tais como a aplicação do plano de contingência interno em linha com o solicitado pela Direção Geral de Saúde; cessação de eventos culturais; encerramento de equipamentos e espaços públicos municipais de forte concentração de pessoas; encerramento de serviços municipais de atendimento público; reforçando, em paralelo, as medidas preventivas e de limpeza, assim como de desinfeção de transportes urbanos e edifícios à sua responsabilidade.

Ontem, o Presidente da Autarquia, Walter Chicharro, decidiu atribuir uma verba de 50 mil euros ao Centro Hospitalar de Leiria para a aquisição de ventiladores e outro material médico. Não poderíamos deixar de estar ao lado do Hospital de Leiria, entidade prestadora de cuidados hospitalares aos munícipes do concelho da Nazaré, dados os tempos de pandemia que vivemos em que reforçar a capacidade de resposta deste centro hospitalar de excelência da região é um dever, a bem da população que serve.

O nível de cumprimento dos Munícipes tem sido louvável. Para tal, também muito contribuiu a notável responsabilidade social dos empresários que, em grande parte, anteciparam medidas, optando pelo encerramento ou por colocar limitações à entrada de clientes nos seus estabelecimentos. 

Somos um concelho acolhedor, habituado a receber gente vinda de muitos locais, tanto do nosso País como de fora. Estou certo que, neste cenário, repleto de preocupações, saberemos, juntos, responder de forma assertiva, levando as medidas de proteção da população a bom porto, debelando dificuldades e conquistando, de novo, a serenidade requerida.

Estamos perante um problema grave de saúde pública causado pelo Coronavírus COVID-19. Este é um facto que exige de nós um sentimento de comunidade, de partilha em sociedade, e de contributos para a proteção de todos.

Acompanhamos, em permanência, as medidas da Direcção-Geral de Saúde, atuando em conformidade com elas, adequando a nossa ação à proteção da nossa população, mantendo e alargando, se se justificar, o apoio social em todas as suas valências, particularmente a idosos em situação de isolamento, bem como outras situações de fragilidade social.

Apesar das reconhecidas dificuldades financeiras da Autarquia, estamos a estudar um conjunto de medidas destinadas a apoiar a economia local e os cidadãos, que a devido tempo serão divulgadas, como também temos vindo a alertar o Governo para a necessidade de adoção de iniciativas que possam servir de suporte à comunidade, designadamente o setor primário (pesca e agricultura), essencial na estrutura de distribuição de alimentos; ajudando-a a recuperar do atual momento, dotando-a de mecanismos que permitam o restabelecimento da normalidade.

Deixo o meu reconhecimento a todos os nossos colaboradores, comerciantes, empresários, Autoridades de Saúde Local, Bombeiros, Guarda Nacional Republicana, PSP, entidade do setor social e solidário, e demais entidades, bem como à população, pela forma construtiva, empenhada e determinada com que estão a viver este momento excecional, colaborando com as medidas e sugerindo outras, que serão ouvidas e tidas em linha de conta.

Ultrapassar adversidades sempre foi o Forte da nossa herança genética. O atual momento requer de todos um enorme sentido de cidadania, que, aliás, já demonstrámos tantas vezes, em outras ocasiões. Estou convicto de que o futuro voltará a ser de Esperança.

Com estima e consideração
18 de março de 2020