Arquivo

Deputados do PS interpelam Ministro da Saúde sobre Polo de Saúde de Famalicão

Odete João, João Paulo Pedrosa e Jorge Gonçalves quiseram conhecer o edifício e inteirar-se do assunto, que prometem colocar ao Ministro da Saúde, Paulo Macedo, na próxima quarta-feira, durante a realização da Comissão de Saúde, depois de terem tomado conhecimento que decorre, naquela freguesia, uma moção a exigir a reabertura do polo da Unidade de Saúde Familiar local em regime de permanência.

Os deputados ouviram a Junta de Freguesia sobre um “problema que afeta a população, forçada a deslocar-se à Nazaré para ser atendida pelo médico”.

José Filipe Ramalho, presidente da Junta, frisou que “a população está revoltada por, até à presente data, não ter sido solucionado este problema”, e apela ao fim de uma situação de discriminação, numa freguesia com 1.400 habitantes, 900 dois quais inscritos como utentes daquela extensão de saúde, oriundos dos onze lugares que constituem esta povoação.

A deputada Odete João referiu, no final da visita, que se trata de um caso que, para além de desaproveitar boas instalações, revela desrespeito pelas necessidades dos utentes.

“Há instalações. Há utentes. Mas a reabertura do polo está presa por pormenores administrativos”, disse a deputada, no final da visita.

A Junta e a população de Famalicão pretendem a vinculação de pessoal administrativo adequado e garantem que irão promover a mobilização da população para fazer valer a defesa dos seus direitos numa manifestação a realizar junto à residência do primeiro-ministro.

Além do polo de saúde de Famalicão, os deputados irão, também, questionar o Ministro da Saúde sobre as novas instalações do Centro de Saúde da Nazaré (há mais de 30 anos a funcionar num pré-fabricado), já classificadas pela Administração Central como “um dos casos prioritários para obras”, referiu Walter Chicharro, presidente da Câmara Municipal, que acompanhou os deputados nesta deslocação.

O edil informou, ainda, os deputados socialistas que, relativamente àquela freguesia, a prioridade da atual gestão (PS) é concluir o Centro Escolar, cujo projeto, já reformulado e com um investimento estimado em 1,3 milhões de euros, aguarda por uma oportunidade no próximo Quadro Comunitário (2020) que, embora não tão direcionado a investimentos em equipamentos, destina uma parte da verba, ao nível das Comunidades Intermunicipais, à conclusão deste género de equipamento.

De acordo com Walter Chicharro, a conclusão do Centro Escolar de Famalicão é tido como “prioritário”, ao nível da Oestecim, visto ser, na Nazaré, o único não concretizado.