Arquivo

“É um Espegance” é o mote do Carnaval 2014 na Nazaré

O antigo Posto de Turismo (localizado na Avenida da República) será a sede do Carnaval, o local onde os grupos poderão recolher informação, proceder à inscrição e tratar dos vários assuntos relacionados com esta festividade, já a partir do próximo dia 11 de janeiro. A BONARTE continuará a ser o espaço de construção dos carros alegóricos, abrindo já a partir da próxima segunda-feira, 13 de janeiro. 

Como é tradição, o Carnaval da Nazaré tem como tema principal uma expressão nazarena, o chamado mote, que, uma vez dado, marca o arranque da preparação para uma das mais aguardadas festas para a Nazaré. Começam a escrever-se marchas, inspiradas no tema (para o concurso da Marcha Geral do Carnaval 2014), e marchas para cada um dos grupos carnavalescos. As salas de carnaval agendam os seus bailes e os grupos atarefam-se nos preparativos para máscaras e carros alegóricos, a pensar nos desfiles de domingo e terça-feira.

O Entrudo na Nazaré distingue-se pela sua espontaneidade e pela forma profunda como é vivido pelas gentes locais. Mais do que um evento organizado em função dos habituais corsos, é um sentimento profundamente enraizado na matriz cultural popular que se traduz num espírito folião próprio. Os bailes de máscaras, as cegadas, as bandas infernais e as marchas de carnaval são demonstrações únicas de um carnaval que começa na Festa de S. Brás (a 3 de Fevereiro) e se prolonga até à Quarta-Feira de Cinzas.

Colóquio sobre o futuro do Carnaval iniciou a preparação da festa 2014
Um colóquio sobre o Carnaval da Nazaré, onde vários convidados falaram do passado desta importante festa para os nazarenos e do seu futuro, abriu, a 23 de novembro, o debate de preparação desta festividade.
Foliões, músicos, antigos membros de organizações do carnaval, empresários e um antropólogo deram a sua opinião sobre esta festividade, indicando o caminho que esta deve seguir, para se transformar sem perder a sua identidade e características.
O investigador José Maria Trindade vincou a forte “criatividade” da Nazaré, lembrando, sobre o carnaval, que se trata de uma festa em que “os nazarenos dizem quem são ao resto do mundo”. “Somos diferentes. Este é o discurso que passa, para o exterior, com a marcha, no desfile e no tema”, explicou.
 
Presença da Nazaré nas Festas de Santo Amaro
A Nazaré vai marcar presença na festa de Santo Amaro, de Alfeizerão, que se realiza de 14 a 19 de janeiro, naquela vila, do concelho de Alcobaça. Consta que era na tricentenária “festa dos pinhões”, como também é conhecida, que os nazarenos começavam a comemorar o seu carnaval.
O “Dia da Nazaré” nas festas é a 18 de janeiro, e contará com a atuação do Grupo Etnográfico Danças e Cantares da Nazaré (15h30); a representação da Cegada “Sonhar Alto” (17h30); a atuação do grupo de folclore “Nazaré Mar” (18h00); a palestra “Historiografia do Santo Amaro”, pelo historiador da Câmara da Nazaré, Mário Bulhões (21h00) e a tertúlia “As festividades do Santo Amaro”, moderada pela historiadora da Câmara da Nazaré, Ana Hilário (21h30).