Atualidade

Nazaré apresenta os seus ativos diferenciadores em Fórum de Turismo “Vê Portugal”

O Município da Nazaré foi um dos convidados do Fórum de Turismo Interno “Vê Portugal”, evento dedicado à discussão do turismo interno, que decorreu em Castelo Branco, tendo participado no painel “Turismo na Orla Costeira – Ativos diferenciadores”.

O canhão submarino da Nazaré, considerado o maior da Europa; as ondas; a paisagem e as raízes culturais ligadas ao mar e às pescas foram apresentadas como características únicas do concelho, que o diferenciam da restante oferta existente em território nacional.

A amplificação destas características pelos media criou curiosidade pelo conhecimento do território e puxou pelas visitas, o que se traduziu em maiores proveitos para a economia local durante mais meses ao ano (comércio, restauração, hotelaria, serviços).

O Presidente de Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, explicou que o desenvolvimento da marca se potenciou com a promoção dos ativos, a amplificação da mensagem por parte dos media, pela digitalização, aposta em novos formatos e conteúdos próprios do Município, mas também com o contributo dos parceiros em eventos de carácter internacional, tais como a WSL ou a BSWW, “verdadeiras plataformas de comunicação”. 

O Fórum Vê Portugal é uma iniciativa anual do Turismo Centro de Portugal, que junta especialistas de várias áreas, membros do Governo, autarcas e empresários para uma abrangente discussão sobre o presente e o futuro do turismo interno. 

Entre as novidades deste ano, destaque para a presença de dois oradores convidados, na qualidade de keynote speakers, que apresentaram dois temas particularmente relevantes para a área do turismo interno: Luís Marques Mendes, conselheiro de Estado, que falou do binómio “Portugal Para Viver / Portugal Destino Turístico”; e Carlos Miguel, secretário de Estado das Autarquias Locais, com a intervenção sobre efeitos no Turismo da Lei-Quadro da Transferência de Competências para as Autarquias Locais e Entidades Intermunicipais.

Ao longo dos dois dias, realizaram-se sete painéis preenchidos com especialistas nacionais e internacionais que abordaram a situação atual do turismo interno. 

“Turismo Cinematográfico – o Cinema ao Serviço do Turismo”, “Turismo 4.0 – Portugal, Hub de Inovação Digital”, “PROVEREs – Estratégias de Valorização e Promoção”, “ADN de Projetos Vencedores – Diferenciar para Ganhar”, “Turismo no Interior do País – Ativos Diferenciadores”, “Turismo na Orla Costeira – Ativos Diferenciadores” e “Promoção Turística Nacional – que Modelo?” foram os temas lançados a debate.