Arquivo

Nazaré gera mais notícias internacionais do que Lisboa

Em França, os “media” nacionais estiveram atentos ao surfista Benjamin Sanchis, que defrontou uma onda que aparentava ser suficientemente grande para bater o recorde do Guiness detido por Garrett McNamara – que em 2012 tinha colocado a fasquia nos 30 metros. O interesse de meios como o Le Figaro, L’ Actu, Rtl, Free, Metro News FR, L’Express, Sudouest e Yahoo France foi justificado pela possibilidade do gaulês ter batido o recorde do mundo, o que só poderá ser confirmado em maio.

Na Alemanha, a exemplo dos franceses, os “media” mantiveram-se atentos a todas as movimentações na Nazaré, motivados pela presença do surfista germânico de renome Sebastian Steudtner, que também tinha aspirações a enfrentar uma das maiores e mais poderosas ondas da Praia do Norte. Os “media” de maior relevo a dar destaque às ondas da Nazaré foram Bild, Welt, Focus, Zeit, Sueddeutsche, Fine Art Reisen e Yahoo!.

O maior volume de artigos sobre a Nazaré foi detetado nos EUA. Curiosamente, neste país, os meios que deram maior a destaque aos acontecimentos na Praia do Norte foram os televisivos, com os respetivos websites a disseminaram em massa os registos de vídeo da força do mar da Nazaré. Mais de 50 páginas de canais de televisão visaram a Nazaré e os surfistas aí presentes. Destes, destacamos a GrindTV, Fox 14, FOX 54, Fox Nebraska, Fox Wilmington, News9, KTVN, News Channel 10 e WBOC TV. Meios online como Business Insider e Chicago Tribune realçaram a irreverência das condições do mar na Nazaré, em meados de dezembro, sendo que este último proclamou, em título, na sua página online: “A Nazaré é o Santo Graal das ondas gigantes”.

Em menor volume, meios importantes do Reino Unido como o Daily Mail, Independent i, Metro, Mirror, Monocle e The Red Bulletin dedicaram espaço editorial significativo à grande concentração de estrelas globais do Surf, que tentavam fazer história sobre as suas pranchas.

Os meios de maior relevo que visaram a Nazaré em Espanha, Itália, China, Polónia e Brasil foram, por exemplo, os sites Msn Es, Teinteresa, Antena 3, Corriere della Sera, ANSA, Panorama IT, Rainews, Sohu, China Network Information System, Rednet, Money.pl, O Globo e EPTV.

Esta análise, elaborada com base nas notícias recolhidas pelo serviço de monitorização de “media” da Cision, no período compreendido entre os dias 1 e 31 de dezembro, na Alemanha Brasil, China, Espanha, Estados Unidos da América, Finlândia, França, India, Itália, Noruega, Polónia, Reino Unido e Suécia, engloba mais de 58.351 meios de informação online e 53.654 em meios impressos e foi publicada em nota de imprensa da Cision, empresa que é líder global em serviços e software de pesquisa, monitorização e análise de “media”.