Atualidade

Nova Unidade de Saúde da Nazaré representa investimento de 1,4 milhões de euros

Começou a demolição das antigas instalações do Centro de Saúde da Nazaré, que funcionaram provisoriamente durante 36 anos. 

A nova Unidade de Saúde será uma realidade dentro de meses. A obra representará um investimento de 1.413.876,10 euros, com a comparticipação FEDER de 950.300,00 euros e da ARSLVT de 463.576,10 euros.

Após a conclusão da empreitada, a gestão da Unidade de Saúde da Nazaré será assegurada pela ARSLVT, entidade que ficará responsável pela manutenção e conservação da infraestrutura.

“É mais um momento histórico, pelo qual muitos lutaram. É com enorme agrado que anuncio que o executivo camarário que lidero vai concretizar esta obra com o apoio de fundos comunitários e da ARSLVT”, diz o Presidente da Autarquia, Walter Chicharro, acrescentando que “foram realizados durante os últimos 4 anos várias reuniões em Lisboa com o Ministério da Saúde e ARSLVT”, e encetadas diligências para reforçar da grande “necessidade de construção de um edifício incontornável para o concelho, também numa lógica de afirmação de um território que hoje é uma marca global e que se quer capaz também nos cuidados de saúde primários que presta à população e aos seus visitantes”. 

A nova Unidade de Saúde, destinada à substituição do edifício pré-fabricado, provisório desde a década de 80 e onde funcionaram a Unidade de Saúde Familiar (USF) Nazareth e USF Global, bem como, serviços da Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados (URAP), Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) e Unidade de Saúde Pública (USP), irá dar resposta aos requisitos atuais das infraestruturas físicas de prestação de cuidados de saúde primários, basicamente, pela melhoria dos espaços, contribuindo para uma melhoria na qualidade da prestação de cuidados médicos, de enfermagem, atendimento dos utentes, possibilitando ainda a melhoria das condições de trabalho dos profissionais da saúde. 

“Espero inaugurar este novo centro de saúde dentro de cerca de 10 meses. A felicidade deste momento é enorme, pois concretizo uma obra de mandato, e que ficará para a história do concelho por ser obra estruturante e em dívida a esta população há 36 anos”.

O equipamento de saúde terá capacidade para o atendimento de uma população de 22.800 utentes. Visa, entre outros, responder à dinâmica demográfica, nomeadamente o acréscimo da população sénior, ao aumento da procura da prestação de cuidados de saúde, a melhoria dos serviços de proximidade e de resposta à comunidade.