Política

Proposta de Candidatura das Práticas e Manifestações do Culto a N. S da Nazaré entregue à Comissão Nacional da UNESCO

O Município da Nazaré divulgou, hoje, que entregou, na 6ª feira, 13 de março, a proposta de candidatura das Práticas e Manifestações do Culto a Nossa Senhora da Nazaré a Património Cultural Imaterial da Humanidade, à Comissão Nacional da UNESCO.

Esta proposta de candidatura, promovida pela Câmara Municipal, com o apoio das mais relevantes entidades associadas ao Culto, particularmente a Confraria de Nossa Senhora da Nazaré e a Paróquia da Pederneira-Nazaré, resulta do intenso trabalho de investigação e promoção desta tradição ao longo do último ano, desenvolvido pela IPI Consulting Network.

Segue-se agora um longo e complexo processo de avaliação, com várias etapas, a primeira das quais consiste na pré-avaliação pela Comissão Nacional da UNESCO, após a qual se espera que a candidatura seja encaminhada para avaliação final pela UNESCO. Dada a existência de muitas outras candidaturas e a complexidade destes processos, uma decisão final não deverá ser esperada antes do final de 2022.

O primeiro passo formal deste processo foi dado no início deste ano, com a entrega à Direção Geral do Património Cultural do Pedido de Inscrição no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial, sem o qual não se poderia avançar para a UNESCO.

A revitalização e o estudo do Culto a Nossa Senhora da Nazaré, no entanto, não se limitarão nem terminarão com a entrega da candidatura e deverão ter continuidade, desde logo, no Plano de Salvaguarda delineado, mas sobretudo com as muitas dinâmicas que, entretanto, têm sido criadas ao longo deste último ano. Sobretudo dinâmicas de divulgação da história e importância nacional e internacional das práticas e manifestações do Culto, assim como de aproximação entre comunidades irmanadas na celebração deste Culto universal que nasceu há muitos séculos no Sítio da Nazaré.

Depois da aproximação ao Brasil, e sobretudo ao Estado do Pará, pretendemos alargar esta rede de contactos, para incluir outras nações, como Angola, São Tomé e Príncipe ou mesmo o Suriname e a Guiana Francesa, entre outros, onde a tradição de Nossa Senhora da Nazaré também chegou.

Ao longo do próximo ano, continuarão a ser desenvolvidas várias ações que contribuem para a implementação do Plano de Salvaguarda desta manifestação cultural nazarena, nomeadamente: o apoio a iniciativas de revitalização de antigos Círios portugueses; a concretização da geminação com locais onde este Culto assume também uma importância significativa, desde logo com Belém do Pará; a inserção nas Rotas Marianas Internacionais; a edição de algumas publicações importantes sobre o Culto, a começar pela publicação das Atas do Colóquio realizado no início de fevereiro, na Nazaré; o alargamento e aprofundamento da Rede Internacional de Comunidades Devotas de Nossa Senhora da Nazaré, com a implementação da respetiva Carta de Princípios; e uma muito desejada participação portuguesa no Círio de Belém do Pará de 2020, entre outras.

O desenvolvimento destas ações, singulares contributos para o engrandecimento desta nossa tradição e para o desenvolvimento do Concelho da Nazaré, poderão continuar a ser acompanhados através das plataformas de comunicação da candidatura, particularmente o site www.cultosenhoradanazare.org 

“No momento que vivemos, apresentamos esta Candidatura, que representa um sinal de esperança, pois Nossa Senhora da Nazaré, padroeira local, é, enquanto símbolo religioso de culto mundial, o altar a quem nos dirigiremos, também, pedindo proteção das populações, reiterando-lhe a nossa fé na humanidade ", diz Walter Chicharro, Presidente da Câmara Municipal.