Educação

Regresso às aulas tem início na próxima semana com a implementação do Plano de Ensino à Distância

O Agrupamento de Escolas da Nazaré (AEN) criou um Plano de Ensino à Distância (disponível na página do Agrupamento) de acordo com as diretrizes do Ministério da Educação e que está a implementar, avaliando a sua consecução e alterando sempre que se verifique que é necessário.

No ensino Pré-escolar, em complemento à emissão televisiva, serão enviadas tarefas às crianças para manter a rotina e o contacto com a escola.

Nos 1º, 2º e 3º ciclos e ensino secundário, o 3º período decorrerá com sessões síncronas em todas as áreas/disciplinas, de acordo com um horário semanal.

“Neste horário, para além das sessões síncronas, estão contemplados alguns tempos para esclarecimento de dúvidas aos alunos que as colocarem. Nas horas estipuladas para este efeito, os professores estarão disponíveis online. Também está previsto no horário dos PTT/DT tempo para atendimento aos enc. de educação”, explica João Magueta, diretor do AEN.

Para as sessões síncronas serão utilizados os meios tecnológicos que auxiliem o ensino à distância “sem inundar os alunos de múltiplas soluções de comunicação”.

“Independentemente da seleção de uma plataforma específica de apoio ao ensino e à aprendizagem, deverão ser rentabilizados os meios tecnológicos com os quais todos estão familiarizados, tais como ferramentas de gestão de email, aplicações de conversação, aplicações de videoconferência, plataformas LMS, entre outros”.

Serão usadas a Hangouts Meet, Google Classroom, Zoom, +Sucesso Escolar e outras já anteriormente utilizadas, como o Skype ou WhatsApp, salvaguardando sempre as recomendações de segurança da DGE, tendo sido solicitada autorização para a utilização dos meios tecnológicos aos encarregados de educação.

Para os alunos sem meios digitais à disposição, “os casos que mais preocupam a Escola, que não pode deixar agravar as diferenças sociais já existentes e que tenderão a agravar-se com esta pandemia”, João Magueta refere que “serão elaborados Planos de Trabalho Semanais”, que serão entregues em papel”.

“Os alunos terão acesso a estes Planos na Escola Básica e Secundária Amadeu Gaudêncio, na Biblioteca Municipal, Na Escola EB1 de Famalicão e no Centro Escolar do Valado”.
A entrega dos deveres e informações escolares será feita pela equipa do Centro de Apoio à Aprendizagem (CAA) da Câmara Municipal que prestará “uma excelente ajuda ao AENazaré, na implementação deste apoio”.

Quanto às refeições dos alunos com o Escalão A, a Câmara Municipal irá garantir o seu fornecimento em todo o concelho, tendo o trabalho de monotorização dos casos sido feito pela “equipa do CAA, com o levantamento de dados feito pelo Agrupamento e também com outros recolhidos por si”, com os quais “está a monitorizar e auxiliar em algumas situações de famílias desfavorecidas”.

“O Agrupamento fez um levantamento e estão identificados os alunos nesta situação. O número é dinâmico e tem tendência a aumentar, porque há dificuldade em recolher este tipo de informação”.

Sobre o último período escolar do ano letivo em curso, atingido a meio pela pandemia do novo Coronavírus, o responsável pelo Agrupamento assegura: “se as autoridades decidirem abrir a escola para o 11º  e 12º anos, com algumas adaptações  de horários, estarão garantidas condições de segurança para que o ano termine e os nossos alunos possam encarar as Provas Nacionais com confiança. Esta é uma crise que ficará para memória futura, mas que vamos ultrapassar”.

Numa mensagem de esperança, tranquilidade e otimismo aos encarregados de educação, João Magueta deixa claro que “os educandos nunca serão prejudicados na sua progressão escolar, embora não vá haver passagens administrativas. Todos os atrasos são recuperáveis e, no próximo ano, tudo voltará ao normal”.

O responsável termina a sua declaração à comunidade educativa com um apelo à “colaboração e espírito de entreajuda entre todos os elementos da nossa comunidade”.

Câmara acompanha regresso às aulas

As refeições aos alunos com escalão A estarão asseguradas neste regresso às aulas a partir de casa. A garantia foi deixada no final da reunião realizada entre os parceiros da Comunidade Educativa.

“O gabinete de educação, da Câmara, tudo fará para estreitar as ligações entre os alunos e a escola”, declarou Manuel Sequeira, vereador responsável pela Educação.  

O 3º período começará na segunda-feira. Os horários e metodologia já serão do conhecimento da generalidade.