Atualidade

Secretária de Estado da Inclusão presente no hastear da Bandeira Azul e Acessível na Praia da Nazaré

A cerimónia do hastear das Bandeiras da Praia da Nazaré para a época balnear 2019 realizou-se hoje, e contou com a presença da Secretária de Estado da Inclusão.

Ana Sofia Antunes assistiu ao hastear da Bandeira da Acessibilidade no Município que venceu em 2018 o prémio de “Praia + acessível”.
 
 “A Nazaré foi considerada a mais acessível das 214 existentes em território nacional, e este ano continuamos com este movimento”, disse a Secretária de Estado. 

O número de praias acessíveis em Portugal deverá continuar a aumentar, correspondendo a uma expectativa da tutela, que pretende melhorar a oferta no âmbito de um turismo de qualidade.

“Esta é uma parte em que decidimos apostar e com sucesso, porque estamos a ser cada vez mais procurados por turistas, e alguns com condicionalismos na sua mobilidade”, disse, reforçando que são necessárias infraestruturas de apoio melhoradas nas praias e em outros locais.

“As praias foram uma aposta simbólica que funcionou, mas toda a questão da acessibilidade é um enorme desafio que temos entre mãos”.

A Secretária de Estado referiu-se, ainda, à política de promoção de territórios cada vez mais inclusivos, para informar que “encerraram as candidaturas aos fundos comunitários “Mais Acesso” para incentivar as Câmaras Municipais a promover territórios mais inclusivos. 

“A procura foi considerável (68 candidaturas para 11 milhões de euros) e estamos na fase de análise das candidaturas”, devendo os resultados ser apresentados em breve.

A inclusão foi anunciada como uma das principais metas de atuação do Município da Nazaré na melhoria da qualidade do seu território.

“A eliminação de barreiras arquitetónicas está expressa no Plano de Mobilidade Urbano Sustentável”, explicou Walter Chicharro, Presidente de Câmara da Nazaré, na cerimónia desta manhã, acrescentando que “a mobilidade é essencial na afirmação de um território que se quer inclusivo”. 

Sobre a melhoria das condições das praias, e que se tem traduzido em prémios e reconhecimentos por parte de várias entidades, Walter Chicharro assegura que se trata de uma matéria “em continuo investimento por parte da Câmara. Queremos, também, levar este conceito de acessibilidade à Praia do Salgado”, que conquistou, pela primeira vez, a Bandeira Azul (hasteamento previsto para 5 de julho). 

“Queremos que a praia mais internacional de Portugal e a praia mais acessível continue a ser a mais acessível”, disse o autarca.

Por sua vez, Helena Ribeiro, representante do Turismo de Portugal, um dos parceiros do Município nos investimentos efetuados na melhoria das acessibilidades a todos, deixou elogios à obra e equipamento da Praia da Nazaré. 

“É com muita satisfação que vemos um produto turístico com tanta qualidade”.

Também Humberto Santos, presidente do Instituto Nacional de Reabilitação, elogiou as melhorias observadas na praia da vila.

“Fiquei agradavelmente surpreendido com o investimento realizado pela Autarquia. Este investimento potencia o que é usufruto universal por parte de todos os cidadãos, sem exceção. Há aqui algum investimento inovador, nomeadamente na informação direcionada para pessoas com deficiência visual, mas também aspetos formativos do pessoal de apoio às praias, o que são dimensões de investimento fundamentais. 

2019 foi referenciado como o ano de consolidação das melhorias nas acessibilidades às praias. “A Nazaré permite-nos verificar essa consolidação. Verificámos que há um trabalho atento, um que visa a acessibilidade a todos e, por isso, a Nazaré é uma referência em matéria de acesso à praia.

Hoje foram hasteadas as bandeiras Azul, Praia Acessível, Praia de Ouro, Quality Coast, ColorAdd, e as Bandeiras da Europa, de Portugal, e da Nazaré. Foi, ainda, entregue o “Prémio Praia + Acessível”, que tem por objetivo distinguir as praias nacionais, costeiras ou interiores, que, tendo sido galardoadas com a bandeira Praia Acessível durante a época balnear, evidenciem as melhores condições de acessibilidade, constituindo-se, desse modo, como práticas de referência nacional, pela qualidade do usufruto da sua oferta de serviços e bem-estar que proporcionam às pessoas com mobilidade condicionada.

As boas práticas Município da Nazaré no turismo acessível estiveram, aliás, em destaque no Seminário “Portugal – Um Destino de Turismo Acessível”, organizado pelo Turismo de Portugal, e que decorreu em Coimbra. Em representação da Autarquia que ganhou o prémio “Praia +Acessível 2018”, o Vereador Orlando Rodrigues explicou a importância do Plano Local de Turismo Acessível na estratégia politica da Nazaré para a implementação de uma praia para todos.